domingo, 15 de maio de 2011 | By: Pimenthynha

Bebidas Alcoólicas X Atkins: Porque ficar longe delas?





O principal problema com o álcool não é o número de calorias que ele contém, mas sim a quantidade de efeitos no metabolismo. Um recente estudo, por exemplo, mostrou que até em pequenas quantidades o álcool tem um grande impacto no metabolismo.
Neste estudo a oito homens foram dados dois drinks de vodka e limonada separados em 30 minutos. Cada drink continha menos de 90 calorias. O metabolismo foi medido antes e depois do cosumo dos drinks. Por varias horas após beber a vodka o oxidação de lipídios no corpo inteiro (uma medida de quanto de gordura seu corpo está queimando) caiu em 73%.
A razão do porque que o álcool tem este dramático efeito no metabolismo tem a ver com o jeito que o álcool é metabolizado pelo organismo. Quando o álcool é consumido, ele passa rapidamente do estômago e intestinos e caindo na corrente sanguínea vai para o fígado. No fígado, uma enzima chamada álcool desidrogenase media a conversão do alcool para acetaldeído. O Acetaldeído é rapidamente convertido para acetato através de outras enzimas.



Portanto em vez de ficar armazenado em gordura, o principal destino do álcool é a conversão para acetato, a quantidade de acetato formado é dependente da quantidade de álcool consumido. Por exemplo, os níveis de acetato no sangue após beber vodka foi 2.5 vezes maior do que o normal. E este aumento nos níveis de acetato ocasionam uma “pausa” na perda de gordura.
O tipo de combustível que nosso corpo usa é ditada em certa medida pela disponibilidade. Esta é uma das razões para a indução para as dietas metabólicas. Por limitar severamente os carboidratos em seu corpo o mesmo é forçado a utilizar novamente esta fonte para a produção de energia. Isto é, seu corpo se transformou depois da indução em uma máquina de queimar gordura, onde você foi  adaptado a utilizar gorduras e aumentar o uso de proteínas para o desempenho das funções fisiológicas, que antes eram desempenhadas utilizando os carboidratos. Este “choque” sofrido pelo seu organismo faz com que diminua novamente o metabolismo, diminuindo ou parando a perda de peso.
Em outras palavras, seu corpo tende a usar qualquer coisa que você o alimente, e após um tempo ele fica adaptado a ingestão destes macronutrientes. Infelizmente quando o nível de acetato aumenta, seu corpo queima-os preferencialmente, desde que o acetato é basicamente o mesmo produto do beta oxidação de ácidos graxos e glicoses (glucose e piruvato de acetato), mas ele não requer trabalho metabólico para produzi-lo, por isso será utilizado primeiramente e em sua totalidade, e com o rápido aumento das quantidades de álcool dentro do corpo, basicamente ele “puxa” a oxidação da gordura para fora da equação metabólica. Pois o acetato é facilmente formado pelo álcool ele pode ser pior do que ingerir carboidratos na medida em que se afeta o metabolismo. Pois a glicose tem que ser sequenciamente metabolizada através de vários passos para formar o acetato, enquanto o acetato é formado pelo álcool em pouquíssimos passos. O álcool também pode ser considerado parte do caminho entre carboidratos e gorduras, e tem mais calorias do que carboidratos. Por isso as bebidas alcoólicas são baixas em carboidratos, contendo em sua maioria menos de que 100 calorias, apesar de ter somente 2.5 gramas de carboidratos e 0.5 gramas de proteínas. Enquanto os carboidratos e proteínas somente fazem 12 calorias, 12 gramas de álcool compõe as 80 calorias restantes.

7 comentários:

Anjo Loiro disse...

Amiga como o alcool faz estrago hein? Vou tentar nem cair mais em tentação... afffeeee..
Beijos e uma semana maravilhosa pra vc!
SUSE

Simone Perseverando em Atkins disse...

Concordooo.. ainda mais seguindo atkins.. ai é que não pode mesmo.
beijos.

Igor disse...

Olá, pessoal. Meu nome é igor...acompanha o blog e ja perdi 11kg...legal neh ? Em relacao ao álcool, devo dizer que tomo vodka pura absolut quase todo final de semana e estou tento meus resultados normalmente...pq será ?

Pimenthynha disse...

Olá Igor, provavelmente você está bem enganado quanto a ter resultados "normalmente". Há quanto tempo está na dieta? Qual seu nível de atividade física? Idade? Você está sim consumindo carboidratos em excesso provenientes do álcool, então não está fazendo corretamente. Vc fez os 14 dias da indução certinho? Como sabe que está perdendo normalmente? Existem muitos fatores envolvidos, mas uma coisa posso te garantir, você pode não estar tendo prejuízos aparentes com o uso do alcool, mas está que está tendo, isso está. Porque é um fato que o álcool possui muitas calorias (tanto destilados como fermentados) e estas são vazias, a tendência do corpo é utiliza-las como combustível primeiro, antes de qualquer outro alimento que forneça energia e nutrientes, por características químicas a absorção é quase imediata e por ser rico em energia ele é utilizado por um bom tempo. Então, vc está "atrasando" seu emagrecimento, além de estar entrando naquele "grupo de risco" das furadas constantes, o que é extremamente perigoso pra saúde, como venho sempre comentando no blog.

Qualquer coisa me add no msn ou me envie um e-mail pra conversarmos melhor.
Espero ter ajudado.
Abraços!

Marcella disse...

Já faço parte da família Atkins, e estou em um grupo no facebook chamado Atkins Flex, onde acontecem vários debates sobre assuntos variados dentro do tema permitidos, e em um desses debates a questão do álcool surgiu, o que ficou esclarecido é que após os 14 dias de indução, quando seu organismo estiver ceto adaptado, não deve, mas pode sim consumir vodka, pois a bebida é zero carboidrato, já que não contamos calorias,elas não importam, a única coisa que pode acontecer é que seu organismo leva de 2 a 3 dias para queimar esse álcool do seu organismo para voltar a perder peso novamente, ou seja, vc trava. Resumindo, pode sim consumir vodka, só não deve, mas aí é uma escolha de cada um.

Pimenthynha disse...

Olá Marcella, faço parte do Atkins Flex desde que ele começou, bem como de diversos outros grupos Atkins no FB. O que sei é que a orientação é para não ingerir bebida alcoólica enquanto se pretende perder peso, porém logicamente fica a critério de cada um assumir os riscos. O que posso te garantir é que não "trava" somente a perda de peso, isso pode acontecer desde que seja em quantidades ínfimas, mesmo se tratando de bebidas destiladas "livres" de carboidratos. Lembre-se, em Atkins, o importante é a qualidade da alimentação, e o álcool está longe de ser algo inofensivo... já que se tratam de bebidas calóricas, sem benefício nutricional algum e além disso nocivas ao organismo como um todo. Além disso, o fato de não contarmos calorias, não quer dizer que elas não tenham importância... está bem claro no livro, além de em vários estudos randomizados, aos quais podemos nos basear para entender melhor esses mecanismos. Resumindo, não se deve consumir bebidas alcoólicas desde que você tenha o comprometimento real com a perda de peso e respeito com seu corpo. Porém, pode ser ACEITÁVEL seu consumo desde seja feito de forma eventual, moderada, feita a escolha da bebida menos nociva (não é a vodka, a bebida mais indicada é o vinho, inclusive está no LIVRO) e após o processo de perda de peso (para obesos). Lembrando que o álcool além de tudo isso citado acima, aumenta as chances de uma "jacada" (já que autocontrole e álcool quase nunca andam juntos), também tem efeitos potencializados para os adeptos da dieta low carb, já que é diurética e o álcool também, perdemos muito mais líquidos, tornando a ressaca "matadora". E como citou a cetoadaptação, se abrir concessões demais quanto ao consumo de álcool, pode esquecer dela em dois tempos. Como estudante da dieta e da obesidade há alguns anos, também possuindo formação na área de bioquímica, continuo concordando com a fonte desse post escrito anos atrás: "O principal problema com o álcool NÃO É O NÚMERO DE CALORIAS que ele contém, mas sim a quantidade de efeitos no metabolismo". Pode consumir, mas minimizar os efeitos nocivos não, devemos estar conscientes do que colocamos em nosso organismo e decidir se isso é realmente tão importante, informação é tudo e o "livre arbítrio" é de cada um!
Abraços.

Kamilla Rodrigues disse...

Olá,
Tenho lido seu blog com frequência e gostaria de tirar uma dúvida sobre o vinho.Qualquer um deles "pode"?
Espumantes demi sec e frisantes entram na lista dos que podem eventualmente?